Fatias Húngaras Veganas

Minha mãe gostava muito de fazer esse pão doce. Ela fazia em forma redonda com buraco no meio e chamava Rosca de Coco. Hoje é conhecido como Fatias Húngaras. Não encontrei a origem desse pão, não me parece que veio da Hungria. Mas, se você conhece a receita original, pode escrever para mim que ficarei bem contente. Não é uma receita complexa, mas precisa ser feita com carinho. Vale a pena todo o cuidado. Confira!

Meça e reserve:

2 xícaras de Farinha especial sem glúten Chef Sandra (280 g)

Confira o primeiro vídeo do Canal Chef Sandra Maciel, MIX DE FARINHAS SEM GLÚTEN
1/2 xícara de açúcar cristal (100 g)
1/2 colher de chá de sal (2 g)
2 colheres (sopa) de fermento biológico seco instantâneo (20 g)

Coloque em uma panela e cozinhe por alguns minutos, mexendo sempre:

1/2 xícara de polvilho doce (50 g)

1 1/4 xícara de água fria (275 g)

Coloque o mingau quente ainda sobre os ingredientes secos e acrescente 1/4 xícara de óleo (32 g)

Amasse bem até incorporar toda a farinha ao mingau e ao óleo. Sove até a massa ficar uniforme.
Deixe crescer por 1 hora em local protegido do vento.

Faça o recheio (é só misturar bem):

100 g de coco ralado fino
1/2 xícara de açúcar demerara (90 g )
100 ml de leite de coco

Abra a massa com auxílio do rolo em superfície bem enfarinhada com farinha especial sem glúten. Aproximadamente 30×40 cm. Recheie e enrole. Corte em 12 fatias e coloque na forma para crescer novamente  em assadeira untada com óleo e enfarinhada com farinha de arroz. Quando estiverem bem crescidas, leve para assar em forno preaquecido por 10 minutos. Aproximadamente 40 minutos a 230 graus. Faça uma calda, e quando retirar do forno, molhe os pãezinhos com a calda e salpique coco por cima. Ficam divinas!

Calda (opcional):

1/4 xícara de açúcar branco
1/3 xícara de água

Assista ao vídeo passo-a-passo:
https://www.youtube.com/watch?v=-YZ5hncosNE&t=2s

Pierogi Vegano sem Glúten

Pierogi é uma massa típica da Polônia. Em formato de pastel, são cozidos em água fervente. Tradicionalmente, são recheados com batata, mas você pode substituir por ricota ou outro legume. Essa massa vegana fica bem macia, mais macia do que feita com ovos. Sirva com manteiga e nata. Se tiver sensibilidade ao leite, use azeite e queijo ralado vegano. Para substituir os ovos, faça um mingau cozinhando polvilho doce.

Inicialmente, cozinhe 400 g de batata inglesa até ficarem macias e amasse. Doure uma cebola bem picada com 2 colheres (sopa) de azeite. Acrescente a batata, misture bem e coloque 1/2 colher (chá) de sal. Reserve.

Dissolva o polvilho doce na água fria e cozinhe por alguns minutos. Mexa sem parar para não empelotar:

1/2 xícara de polvilho doce (50 g)
1 xícara de água (220 g)

Coloque esse mingau numa vasilha e acrescente os demais ingredientes:

1/4 xícara de azeite (50 g)
1 colher de chá de sal (4 g)
2 xícaras de farinha especial sem glúten (300 g)

Assista ao primeiro vídeo do canal Chef Sandra Maciel.

Misture e sove bem. Abra a massa em superfície enfarinhada, não muito fina. Corte com um cortador de 12 cm de diâmetro e recheie com a batata. Molhe as bordas, aperte e feche o pierogi. Coloque 3 litros de água para ferver. Salgue com 1 colher (sopa) de sal. Cozinhe por 2 minutos. Sirva a seguir com manteiga ou com o molho de sua preferência. Fica muito saboroso! Assista ao vídeo passo-a-passo para aprender direitinho!

 

Pastel de Feira Vegano sem Glúten

Bateu a vontade de comer um pastel de feira, igual àquele que você comia antigamente, mas sem glúten e vegano? Então achou aqui! Uma receita maravilhosa, que eu levei quase 20 anos para desenvolver, e você recebeu de bandeja! rs rs rs Super-fácil de fazer, com ingredientes comuns que você sempre tem em casa. E ainda você poderá congelar a massa aberta por 4 meses! Já pensou que facilidade? Agora você já pode planejar aquele rodízio de pastel de feira para convidar os amigos. Congele as massas e prepare os recheios com antecedência. Quando os convidados chegarem, é só rechear rapidamente e fritar na hora. Os pasteis são mais saborosos quando servidos imediatamente após fritar.

Meça os ingredientes secos e reserve:

2 xícaras de Farinha Especial Chef Sandra (280 g)

Assista ao primeiro vídeo do Canal Chef Sandra Maciel no YouTube, mix de farinhas sem glúten.

1 colher de chá de sal (4 g)
1 colher (sopa) de açúcar (13 g)
1/2 colher (chá) de cúrcuma ou urucum (opcional)

Dissolva em água fria e cozinhe por alguns minutos:

1/2 xícara de polvilho doce (55 g)
Com 1 xícara de água (220 g)

Acrescente esse mingau aos ingredientes secos e mais:

1 colher (sopa) de cachaça (15 ml)
1/4 xícara de óleo de palma, palmiste ou óleo de coco (50 g)

Misture e sove bem todos os ingredientes. Não espere o mingau esfriar, porque fica mais fácil de incorporar os demais ingredientes. Se a massa estiver muito seca, acrescente um fio de óleo. Quando a massa estiver uniforme, é só abrir com rolo, cortar, rechear e fritar. O óleo não pode estar muito quente, senão queima. Coloque em papel absorvente para secar a gordura. Se você assar os pastéis, ficarão durinhos, parecendo biscoitos. Mas, se colocar doce no recheio, poderá comer como se fosse um biscoito. Sucesso na cozinha, e muitos pastéis gostosos pra você!

 

Assista ao vídeo passo-a-passo:

 

 

 

Baguete sem Glúten

Baguete maravilhosa, fininha e crocante, sem glúten! Você pode saborizar a massa e decorar com sementes. Fica uma delícia! Vamos fazer?

 

Meça e peneire:

 

1 1/2 xícara de farinha de arroz (210 g)

3/4 xícara de amido de milho (85 g)

1/4 xícara de polvilho azedo (30 g)

2 colheres (sopa) de açúcar (25 g)

1 colher (chá) de sal (4 g)

2 colheres (chá) de goma xantana (4 g)

1 colher (sopa) de fermento biológico seco instantâneo (10 g)

 

Faça um buraco no meio e acrescente os líquidos:

 

4 claras (100 g)

2 colheres (sopa) de óleo de girassol (30 g)

1 colher (sopa) de vinagre (30 g)

1 xícara de água “quentinha” (mais que morna) 220 g

 

Bata com a batedeira ou com uma colher, batendo vigorosamente. Deixe a massa crescer em local protegido do vento por aproximadamente 30 minutos. Quando estiver bem crescida, abaixe a massa com colher e coloque em manga de confeitar. Fica mais fácil para fazer as baguetes. Decore a gosto com gergelim, chia, alho e alecrim, etc. Deixe crescer mais um pouco e leve para assar em forno preaquecido, bem quente. Durante cerca de 35 minutos.

 

Assista ao vídeo para aprender direitinho:

 

 

Pão Doce de Canela (Cinnamon Rolls vegano sem glúten)

Esse pãozinho doce de canela dá um pouquinho mais de trabalho para fazer, mas eu garanto que vale a pena! Confira a receita e assista ao vídeo para não perder nenhum detalhe.

Em uma panela, dissolva em água fria e depois cozinhe por alguns minutos:

2/3 xícara de polvilho azedo (80 g) com 1 1/2 xícara de água (330 g)

Coloque em uma vasilha.

Bata no liquidificador:

1/2 xícara de castanha de caju (65 g)
2/3 xícara de açúcar demerara (120 g)

Coloque a farinha obtida no liquidificador sobre o mingau de polvilho azedo. Acrescente:

2 xícaras de Farinha Especial Chef Sandra (280 g)

Assista ao primeiro vídeo do meu canal.
https://www.youtube.com/watch?v=74H6pyqr0n4&t=48s
E mais:
1/4 xícara de óleo de girassol (32 g)
1/2 colher de chá de sal (2 g)
2 colheres (sopa) de fermento biológico seco instantâneo (20 g)Sove bem e deixe crescendo durante 1 hora.
Misture bem os ingredientes do recheio:
3 colheres (sopa) de óleo de girassol
2/3 xícara de açúcar mascavo (100 g)
2 colheres de sopa de canela (10 g)
Abra a massa em superfície bem enfarinhada com farinha especial. Não precisa sovar. Espalhe bem o recheio sobre a massa, enrole e corte e 12 fatias. Leve para crescer em forma untada com óleo e enfarinhada com farinha de arroz por aproximadamente 1 hora. Preaqueça o forno por 10 minutos a 230 graus. Asse durante cerca de 25 minutos ou até ficarem dourados. Pronto! Fica uma delícia!
https://www.youtube.com/watch?v=FMIi-Xg4T-E

Bolo de Aipim (macaxeira)

Bolo perfeito para o café da tarde, para receber as amigas, ou para saborear com uma xícara de chá. O Diego me auxiliou a preparar esse bolo. Ele é de Fortaleza, Ceará, e para ele esse bolo tem gosto de infância! Utilizamos os métodos tradicionais da confeitaria: fouet e ralador. Mas, nada impede que você aproveite as facilidades da vida moderna: processador e liquidificador. Fica pronto num instantinho! E você pode utilizar a mandioca branca ou amarela. Nós usamos açúcar demerara e óleo de girassol. Porém, pode substituir por aqueles que você está acostumada. Confira a receita:

Bata bem:

3 ovos grandes inteiros
1 1/4 xícara de açúcar (220 g)
1/4 xícara de óleo (60 ml)

Acrescente e misture delicadamente:

3  3/4 xícaras de aipim ralado cru (500 g)
50 g de coco ralado
200 ml de leite de coco
1/4 colher (chá) de sal

Leve para assar em forma redonda com buraco no meio, untada com óleo e enfarinhada com farinha de arroz. Forno preaquecido, bem quente, 230 graus por aproximadamente 50 minutos. Espere amornar para desenformar, senão pode quebrar. Fica uma delícia!

Confira o vídeo passo-a-passo:

 

Nhoque de Batata Doce Vegano

Um prato leve, fácil de fazer e com ingredientes do dia-a-dia. Pode servir para a família ou para os amigos. Sem glúten, vegano, agrada a todos os paladares. Você vai fazer o maior sucesso! Nós usamos batata-doce roxa, mas você pode usar a batata inglesa, a batata-salsa (baroa) ou mandioca. Muito saboroso esse nhoque!

Você vai precisar de:

3 (xícaras) de batata-doce cozida e amassada
1 colher (sopa) de óleo
1 1/2 colher (chá) de sal
1/2 (xícara) de farinha de arroz
1/2 (xícara) de fécula e batata
Cozinhe 3 batatas-doces médias em panela de pressão com casca e sem sal. Cerca de 20 minutos ou até ficarem macias. Retire a casca e amasse. Pode usar um garfo, mas eu prefiro amassar com espremedor de batatas. Acrescente o sal e o óleo e misture bem. Acrescente as farinhas aos poucos. Observe o ponto da massa. Ela precisa soltar do fundo da vasilha e formar uma bola inteira. Talvez você não use toda a farinha (se a batata for seca ou se você tiver cozido no vapor) ou pode ser que precise mais farinha (se a batata for aguada).  Faça rolinhos e corte com faca. Agora é só cozinhar em água fervente com um pouco de sal e óleo. Espere os nhoques subirem e cozinharem um pouco. Coloque no escorredor e está pronto! É só servir com o seu molho preferido!
Assista ao vídeo e veja como é fácil de fazer!
https://www.youtube.com/watch?v=xsEBV6teE38

Pão de Alho Sem Glúten e sem Leite

Achou aqui uma receita de pão de alho maravilhosa! Sem glúten e sem leite. Portanto, sem lactose e sem caseína. Você pode assá-lo na grelha da churrasqueira, ou mesmo na frigideira, usando uma tampa. Fica crocante por fora e macio por dentro. Com ingredientes simples, que você tem em casa todo dia. A xícara de medida tem 240 ml. Vamos fazer?

Comece peneirando os ingredientes secos e reserve:

1 xícara de farinha especial Chef Sandra (140 g – assista ao primeiro vídeo do canal)

 

1/2 xícara de fécula de batata (90 g)
1/2 xícara de polvilho azedo (60 g)
1 colher (chá) de sal
1 colher (sopa) de açúcar
1 colher (chá) de goma xantana
1 colher (sopa) de fermento biológico seco instantâneo

Bata no liquidificador:

2 ovos grandes ou 3 pequenos
1/2 xícara de batata cozida e amassada (pode ser a doce ou a inglesa)
2 dentes de alho grandes
2 colheres (sopa) de azeite ou óleo
1 colher (sopa) de vinagre
3/4 xícara de água quente

Acrescente a mistura do liquidificador aos ingredientes secos e bata bem. Pode usar uma colher bem firme. Deixe crescer durante cerca de meia. Faça 3 pães compridos. Se usar uma luva de vinil untada com óleo, ficará mais fácil de modelar os pães. Deixe crescer novamente em local quentinho, protegido do frio. Asse durante cerca de 35 minutos a 225 graus. Espere amornar, corte em fatias sem chegar até o final.

Prepare o recheio:

1/4 xícara de maionese
2 colheres (sopa) de óleo de coco
4 dentes de alho
1 colher (sopa) de orégano

Pode usar um socador de alho ou amassar com o cabo da faca e misturar tudo. Passe o recheio entre as fatias e leve ao forno para dourar. Ou faça na churrasqueira. Fica uma delícia!

Assista ao vídeo para aprender direitinho a maneira de fazer.

 

Bolo de Chocolate Vegano

Bolo de Chocolate super-macio, sem glúten, sem leite e sem ovos, que parece um brownie. Fácil de fazer, é só misturar tudo com uma colher e levar para assar. Sempre recomendo peneirar os ingredientes secos, porque podem ter alguma impureza. Lembre-se que a xícara tem 240 ml. Recomendo assistir ao primeiro vídeo do meu canal para ver como utilizar as xícaras e colheres medidoras corretamente:
https://www.youtube.com/watch?v=74H6pyqr0n4&t=22s
Meça os ingredientes, misture bem (o fermento por último):
1 xícara de farinha de arroz
1 xícara de amido de milho
1xícara de açúcar demerara
1 xícara de chocolate 33%
1/3 xícara de óleo
1/4 colher de chá de sal
1 colher (chá) de açúcar de baunilha
1 xícara de água bem quente

2 colheres (chá) de fermento químico para bolo

Asse a 225 graus por aproximadamente 35 minutos. Desenforme depois que esfriar.

Cobertura:

1 xícara de açúcar de confeiteiro
3 colheres (sopa) de chocolate 33% cacau
1 colher (sopa) de óleo
2 colheres (sopa) de água bem quente

Misture tudo e jogue sobre o bolo. Coloque confeitos coloridos ou chocolate granulado. As crianças amam!

Assista ao vídeo passo-a-passo:

Pão de Cebola sem Glúten e sem Leite

O pão de cebola é perfeito para acompanhar sopas, servir como antepasto acompanhado de patês e molhos, fazer uma torradinha ou ainda uma brusqueta. Fica perfumado com a adição da cebola de cabeça, cebolinha verde e orégano. Os dois últimos são opcionais. Tenho sempre no meu jardim ervas aromáticas e temperos para perfumar minhas preparações. Tanto na versão inteiro, em forma única, como em pãezinhos, esse pão sempre irá agradar!

Confira o modo de fazer:

Peneire e reserve os ingredientes secos:

1 xícara de farinha de arroz branca ou integral (140 g)
3/4 xícara de fécula de batata ou amido de milho (135 g)
3/4 xícara de polvilho azedo (90 g)
2 colheres de sopa de açúcar (25 g)
1 colher (chá) de sal (4 g)
2 colheres de chá de goma xantana (4 g)
1 1/2  colher (sopa) de fermento biológico seco instantâneo (15g)

Misture os líquidos:

3 ovos grandes ou 4 pequenos (180 g)
3 colheres (sopa) de óleo (30 ml)
1 colher (sopa) de vinagre (10 ml)

+ 1 cebola média (160 g) batida no liquidificador com 1/2 colher (sopa) de orégano, 1/4 (xícara) de cebolinha verde e  1 xícara de água “quentinha” (240 ml). Um pouco mais que morna, mas antes do ponto de fervura.

Bata bem na batedeira. Coloque em forma untada com óleo e enfarinhada com farinha de arroz. Deixe crescer durante cerca de 30 minutos ou até que esteja crescido. Forno bem quente, por 40 minutos (250 graus).

Cebola caramelizada para decorar (1 cebola média, no óleo e 1/2 colher (sopa) de açúcar mascavo). Não deixe dourar muito porque podem queimar ao assar.

Para pãezinhos: acrescente 1/4 (xícara) de psyllium e retire 1/2 xícara de água da receita. Siga as mesmas orientações do pão único.

Assista o vídeo passo-a-passo: